O consumo alimentar dos adolescentes na companhia da família e de outros indivíduos

Main Article Content

António Fernandes Vera Ferro Lebres

Resumo

Este trabalho tem por objetivo verificar se existem diferenças significativas no consumo alimentar dos adolescentes nas diversas refeições tendo em consideração se a refeição é feita em família ou com outros indivíduos. Para o efeito, desenvolveu-se um estudo quantitativo, analítico e transversal numa escola secundária do Norte de Portugal envolvendo uma amostra de 67 adolescentes com idades entre os 11 e os 19 anos. Foram recolhidas medidas antropométricas (peso e altura) e, posteriormente, calculado o índice de massa corporal (IMC). Foi entregue a cada adolescente um diário alimentar de autopreenchimento, com os seguintes dados: refeição/hora, local, companhia, alimento, quantidades e observações. Este só foi considerado válido se tivesse informação de dois dias úteis e um de fim de semana. A análise estatística foi realizada no software SPSS 22.0 (Statistical Package for Social Sciences), recorrendo ao teste T-Student e Mann-Whitney-Wilcoxon ao nível de significância de 0,05.
Registaram-se diferenças, estatisticamente, significativas na ingestão de gorduras polinsaturadas, hidratos de carbono totais, proteína total e proteína de alto valor biológico quando as refeições dos adolescentes eram feitas em contexto familiar. Verificou-se que as refeições em família foram propensas ao desenvolvimento de hábitos alimentares saudáveis quando comparadas com as refeições realizadas com outros indivíduos. É fundamental estudar, especificamente, o consumo alimentar dos adolescentes com os amigos no sentido de se realizarem intervenções ao nível do consumo nutricional.

Article Details

Como citar
FERNANDES, António; LEBRES, Vera Ferro. O consumo alimentar dos adolescentes na companhia da família e de outros indivíduos. adolesCiência, [S.l.], v. 5, n. 2, p. 53-62, dec. 2018. ISSN 2182-6277. Disponível em: <https://www.adolesciencia.ipb.pt/index.php/adolesciencia/article/view/259>. Acesso em: 08 dec. 2019.
Secção
Investigação & Práticas